Item 73 - Binómio s.n. - Algumas questões sobre os objectivos e limites da luta estudantil.

Open original Objeto digital

Zona de identificação

Código de referência

PT-AHS-ICS-JL-ME-AEIST-73

Título

Binómio s.n. - Algumas questões sobre os objectivos e limites da luta estudantil.

Data(s)

  • 1970-4 (Produção)

Nível de descrição

Item

Dimensão e suporte

1 doc; papel

Zona do contexto

Nome do produtor

(1911-)

História administrativa

A Associação dos Estudantes do Instituto Superior Técnico (AEIST) foi fundada a 11 de dezembro de 1911. Durante as décadas de 60 e 70, foi um agente importante nas manifestações e confrontos estudantis contra o regime do Estado Novo.

Nome do produtor

(1964-1987)

História administrativa

«Binómio»: Jornal da Associação dos Estudantes do Instituto Superior Técnico, cujo aparecimento data de Novembro de 1964, ano em que deixou de se publicar o Boletim (...) (vide supra n.° 29), que na sua última fase apresentava já as características que viriam a ser retomadas por Binómio.
Qualidade gráfica: Impressão em «off-set». Formato e número de páginas: 29,5 X 21,9 cm — 6/8 pág.
Regularidade (média): Sete números por ano (os primeiros 6 números são semanais).
Esta publicação apresenta características de jornal (de certo modo, e embora tendo aspectos materiais diferentes, pretende ser continuador de AEIST), de estrutura e índole cultural, dando porém especial realce aos problemas do Ensino e da Associação. Nomeadamente, sobre o Ensino (e não só o ministrado no I. S.T.), os últimos números inventariados incluem estudos, quer centrados sobre os aspectos propriamente pedagógicos, quer situados numa perspectiva sócio-cultural. Temas de divulgação científica e noticiário estudantil completam o seu conteúdo qualitativo. Binómio apresenta uma consistência temática bastante coerente com os fins associativos que procura servir." Ferreira, 1968

Teve como antecedente, o jornal AEIST, entre 1957 e 1962. Em 1962 foi retomada a publicação do Boletim, que a partir de 1964, passou a denominar-se Binómio. A partir de 1987 passou a designar-se Diferencial.

Do Binómio, o seu primeiro director, foi o estudante Tito Mendonça. (Raposo e Alvares, 2024)

Entidade detentora

História do arquivo

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Temas principais deste número do Binómio:

  • Algumas questões sobre os objetivos e limites da luta estudantil

“Numa Universidade autoritária com estruturas arcaicas quer na sua dimensão (falta de instalações, de professores, etc) quer na sua forma (cátedra vitalícia, etc), onde paternalisticamente os professores ensinam e acriticamente os estudantes consomem um conjunto de conhecimentos prenhes de idealismos sem relação com a prática; onde quase todo o trabalho é forçadamente individualista; onde a prática de luta da grande massa dos estudantes é no campo da luta pedagógica (...):
a) a liquidação de certas formas de repressão e autoritarismo dentro da Universidade que abrirá caminho a novas formas de organização e a consolidação das atuais estruturas sindicais;
b) uma forte ligação das estruturas sindicais à base estudantil, assim como o seu efetivo reconhecimento como representantes dos estudantes;
c) para além das propostas e conclusões dos diversos grupos de trabalho e comissões a consolidação e o reconhecimento de todas as conquistas adquiridas na prática e na luta pelos estudantes;
(...)
Luta contra o conteúdo classista do ensino:
a) ensino como “formação de quadros para servirem a classe dominante na consolidação do seu poder económico e político, e, simultaneamente, veicular uma ideologia, que reveste matrizes diferentes consoante o tipo de atividade que desempenham os quadros”
b) “a finalidade do ensino só pode ser alterada de modo a se tornar verdadeiramente democrática quando os trabalhadores possuírem o poder económico e político”
(...)
Luta dos operários, dos camponeses e dos estudantes:
Neste momento, a luta contra o conteúdo de classe do ensino é um dos principais parâmetros de ataque dos estudantes contra a sociedade capitalista. Porém, o estudante numa sociedade capitalista se pensa em termos de sociedade, fá-lo sempre através da imagem que tem dessa sociedade a classe dominante”.

Avaliação, seleção e eliminação

Incorporações

Sistema de organização

Zona de condições de acesso e utilização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

    Sistema de escrita do material

      Notas ao idioma e script

      Características físicas e requisitos técnicos

      Instrumentos de descrição

      Zona de documentação associada

      Existência e localização de originais

      Existência e localização de cópias

      Unidades de descrição relacionadas

      Descrições relacionadas

      Zona das notas

      Nota

      Localização: JL-ME caixa 6

      Nota

      Digitalização mediada pelos membros da equipa do jornal Diferencial (jornal dos estudantes do Instituto Superior Técnico): João Dinis Álvares (Diretor),
      Francisca Branco (Coordenadora das Infraestruturas e do Site), Vasco Lourenço (Co-organizador da exposição "Estudantes de Abril") e Filipa Rio (membro do Departamento de Design).
      O site do jornal pode ser consultado aqui: https://diferencial.tecnico.ulisboa.pt/
      A digitalização realizou-se com fim a uma investigação para a exposição "Estudantes de Abril" (4 a 30 de abril de 2024, Instituto Superior Técnico) no âmbito das comemorações dos 50 anos do 25 de abril de 1974.

      Identificador(es) alternativo(s)

      Pontos de acesso

      Pontos de acesso - Local

      Pontos de acesso - Nomes

      Pontos de acesso de género (tipologias documentais)

      Identificador da descrição

      Identificador da instituição

      Regras ou convenções utilizadas

      Estatuto

      Nível de detalhe

      Datas de criação, revisão, eliminação

      Âmbito e Conteúdo adaptado por jps com base nas descrições produzidas pela equipa do jornal Diferencial em 2024 no âmbito da pesquisa para a exposição "Estudantes de Abril".

      Línguas e escritas

      • português

      Script(s)

        Fontes

        Objeto digital (URI externo) zona de direitos

        Objeto digital (Referência) zona de direitos

        Objeto digital (Ícone) zona de direitos

        Área de ingresso