Mostrar 12140 resultados

Descrição arquivística
3516 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais
Newsletter #33 setembro 2022
PT/AHS-ICS/DIV-04-33 · Item · 2022-09
Parte de A Divulgação AHS/ICS-ULISBOA

texto de divulgação do acervo do AHS, sobre a angariação do fundo de António Sousa Ribeiro, por Joana Bénard da Costa, revisão de Rita Almeida de Carvalho.

Joana Bénard da Costa
Newsletter (N)
PT/AHS-ICS/DIV-04 · Série · 2019-2023
Parte de A Divulgação AHS/ICS-ULISBOA

publicação mensal iniciada em março de 2019, produzida até fevereiro de 2023, com interrupções pontuais. Durante esse período ao todo saíram 35 números, sem numeração, cujo conteúdo abrange um documento de 12 dos fundos salvaguardados pelo AHS. Não estando assinadas, todas foram escritas por Joana Bernard da Costa e revistas por Rita Almeida de Carvalho, historiadora e coordenadora do AHS (2010-2022), algumas também por Filipa Vicente, historiadora, enquanto membro do Conselho de Gestão do ICS. Marta Macedo, historiadora, assina a primeira (#1). A última (#35), de fevereiro de 2023, repega na #4, e é da autoria de Inês Ponte, antropóloga.
Documentos divulgados são provenientes de fundos com descrição arquivistica digital (por ordem de preponderância):
Pinto Quartin (11); José Laranjo (7); Col. AHS (4)
Alfredo Henrique da Silva (3); José Barreto (3)
António Barreto (1); Cadernos Gorongosa (1); Deolinda Lopes Vieira (1); Filomena Mónica (1)

Três números consistem em divulgação de fundos entretanto angariados e por disponibilizar:
José Carlos Horta (fevereiro 2022) e António Sousa Ribeiro (setembro 2022) e Luis Salgado de Matos.

Voz do Povo [mais completo]
PT/AHS-ICS/ACP-P-24 · Série · 1974-1981
Parte de Colecção António Costa Pinto

Semanário
Director e proprietário: João Pulido Valente
Do Nº 69 (2-Dez-1975) ao Nº 116 (19-Out-1976), o director interino é Mariano Castro.
A partir do Nº 117 (26-Out-1976) , o director é José Vasconcelos Rodrigues.
Na segunda serie, Nº 230 (3-Jan-1979), o director passa a ser João Carlos Espada.

Existencias (intercaladas):
N°0 (1974-07-13) - n°335 (1981-05-02)

As designações dos suplementos baseiam-se nos títulos na página inicial deles.

Voz do Povo
PT/AHS-ICS/DIV-05M-009 · Item · 2024-07
Parte de A Divulgação AHS/ICS-ULISBOA

Este número do mensário debruça-se sobre o espólio de António Pinto Quartin, fundo decisivo para a criação do Arquivo Histórico das Classes Trabalhadoras em 1979.
Conta com contributos de Goretti Mattias com o texto "Breve apontamento sobre o Boletim de Estudos Operários (1982-1985)" e de José Nuno Matos, do ICNOVA (Universidade Nova de Lisboa), com o texto "A Imprensa Operária na I República: O Avante!: diário operário da tarde (1919)".
Inclui também a escolha do arquivista por João Pedro Santos com o texto "Senhor Presidente do Conselho: Cartas de opositores a Salazar".

Introduz uma novidade no catálogo, disponíveis para consulta presencial, com marcação prévia: o espólio de Luís Henrique Silva, que complementa o de Alfredo Henrique Silva, seu pai, nas redes de solidariedade cristã, num tempo longo.
Destaque ainda para a exposição a Paz, o Pão, a Habitação, com base em autocolantes do fundo de António Costa Pinto, celebrando os 50 anos de abril, no átrio do ICS-ULisboa (até setembro de 2024).

Matos, José Nuno
Cadernos socialistas nº1-3
PT/AHS-ICS/JL-OUTR-08 · Série · 1967-1969
Parte de Colecção José Laranjo

Existências: Nº1 (Julho de 1967) e 2x Nº2 (Março de 1968). N°3 (Fevereiro (Capa) ou Janeiro (pagina inicial) de 1969) O último é subordinado ao título: «A Igreja em Portugal».

Nº1 (2x): "O fim de Salazar e a revolução em Portugal" (Manuel Sertório), "Notas para uma acção revolucionária" (Manuel de Lucena), "Estratégia de esquerda ou estratégia revolucionária" (António Frade), "Carta Aberta" (Sacuntala de Miranda)
Nº2: "Questões práticas e de organização", "A Igreja e o regime salazarista" (autores vários). "Notas para um novo conceito de cultura popular" (José Medina). "O colonialismo português após seis anos de guerra" (Manuel de Lucena). "A emigração portuguesa" (José da Silva).
N°3: "Conceptualização sociologica dos paises de cristandade" (Gabriel David), "Ideologia religiosa dos dirigentes da igreja portuguesa" (Octavio de Lemos), "Os cristãos na revolucão" (João da Costa Lopes), "Primordios do movimento operario cristão em Portugal" (Dr. Narciso Rodrigues), Os catolicos portugueses e a opção revolucionaria (Manuel de Lucena, Manuela Gomes), "A comuna de maio" (Victor Thomaz).

Parece que as capas foram feitas depois dos próprios jornais, devido à discrepância das datas do nº3

Cadernos Socialistas