LUAR - Liga de União e Acção Revolucionária

Zona de identificação

Tipo de entidade

Pessoa coletiva

Forma autorizada do nome

LUAR - Liga de União e Acção Revolucionária

Forma(s) paralela(s) de nome

    Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

      Outra(s) forma(s) de nome

        identificadores para entidades coletivas

        Área de descrição

        Datas de existência

        1967-1976

        Histórico

        Organização de luta armada criada, sobretudo, por elementos no exílio em França. Apesar de publicamente apresentada em Junho de 1967, a primeira acção da Liga de União e Acção Revolucionária teve lugar em Maio, a “Operação Mondego”, com o assalto à agência do Banco de Portugal na Figueira da Foz. O destino do dinheiro conseguido será um dos mais graves e perenes motivos de conflito entre os seus membros. A LUAR preparou um audacioso plano, nunca executado, de ocupação armada da Covilhã no ano seguinte. Realizou ainda assaltos aos consulados portugueses de Roterdão e do Luxemburgo, obtendo passaportes, bilhetes de identidade, carimbos e outros documentos destinados à actividade clandestina e à falsificação, e, dando corpo ao anticolonialismo preconizado, em apoio às lutas de independência, executou atentados contra o aparelho militar colonial.
        Entre os seus membros contam-se o seu líder Hermínio da Palma Inácio, Fernando Echevarría, Emídio Guerreiro, Fernando Pereira Marques ou Camilo Mortágua.
        Minada por várias divergências ideológicas e estratégicas, de concepção da luta armada e por questões práticas, levando a uma ruptura que se traduziu no facto de duas organizações se revindicarem do mesmo nome, a LUAR chega ao 25 de Abril com a componente de luta armada praticamente desactivada, mantendo ainda a publicação do jornal "Fronteira". Com o regresso dos seus militantes a LUAR é legalizada e participa activamente no processo revolucionário junto dos movimentos populares e do campo do chamado "poder popular", integrando no Verão de 1975 a Frente de Unidade Revolucionária (FUR).

        Locais

        Estado Legal

        Funções, ocupações e atividades

        Mandatos/fontes de autoridade

        Estruturas internas/genealogia

        Contexto geral

        Área de relacionamentos

        Entidade relacionada

        Inácio, Hermínio da Palma. (1922-2009)

        Identificador de entidade relacionada

        Categoria da relação

        associativa

        Datas da relação

        Descrição da relação

        Entidade relacionada

        Mortágua, Camilo. (1936 -)

        Identificador de entidade relacionada

        Categoria da relação

        associativa

        Datas da relação

        Descrição da relação

        Entidade relacionada

        Lucena, Manuel de. (1938 - 2015)

        Identificador de entidade relacionada

        PT-AHS-ICS-ML

        Categoria da relação

        associativa

        Datas da relação

        Descrição da relação

        breve colaboração

        Entidade relacionada

        FUR - Frente de Unidade Revolucionária (1975)

        Identificador de entidade relacionada

        PT-AHS-ICS-FUR

        Categoria da relação

        associativa

        Tipo de relação

        FUR - Frente de Unidade Revolucionária é o associado de LUAR - Liga de União e Acção Revolucionária

        Datas da relação

        Descrição da relação

        Área de pontos de acesso

        Pontos de acesso - Assunto

        Pontos de acesso - Local

        Ocupações

        Zona do controlo

        Identificador de autoridade arquivística de documentos

        PT-AHS-ICS-LUAR

        Identificador da instituição

        Regras ou convenções utilizadas

        Estatuto

        Nível de detalhe

        Datas de criação, revisão ou eliminação

        Línguas e escritas

          Script(s)

            Fontes

            Notas de manutenção