Mostrar 12105 resultados

Descrição arquivística
3445 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais
PT/AHS-ICS/ASR-FC-2MOZ-1MAP-013 · Documento composto
Parte de Espólio António Sousa Ribeiro

O álbum, pertencente a António Sousa Ribeiro, é composto por 24 fotografias tiradas em Moçambique durante a visita do príncipe D. Luís Filipe em1907. Apresenta várias imagens das mensagens de boas-vindas espalhadas pela cidade, cerimónias institucionais e da população local. Inclui também uma fotografia do príncipe numa carruagem.

PT/AHS-ICS/ASR-FC-2MOZ-1MAP-014 · Documento composto
Parte de Espólio António Sousa Ribeiro

Fotografias datadas de 18 de agosto de 1907 que registam o comboio real inglês que transportou o príncipe D. Luís Filipe às "colónias transvaalianas" e a sua entrada na sala de receção em Ressano Garcia, uma localidade fronteiriça de Moçambique.

As imagens estão carimbadas com o nome Henrique de Carvalho.

Álbum Batuque em honra do Príncipe Luís Filipe
PT/AHS-ICS/ASR-FC-2MOZ-1MAP-016 · Documento composto
Parte de Espólio António Sousa Ribeiro

O álbum, proveniente de António Sousa Ribeiro, é composto por 21 fotografias tiradas em Maputo- Lourenço Marques durante a visita do príncipe D. Luís Filipe em 1907. O álbum destaca principalmente os registros das populações locais convidadas a participar na cerimónia de receção ao príncipe. Uma inscrição no verso de uma das fotografias sugere que as imagens captam a preparação do "batuque em honra de Sua Alteza", realizado em 17 de agosto de 1907. Além dos dançarinos homens, mulheres e raparigas também estão presentes.

Binómio n. 08.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-59 · Item · 1965-1-26
Parte de Colecção José Laranjo
Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)
Binómio n. 07.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-57 · Item · 1965-1-21
Parte de Colecção José Laranjo
Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)
Binómio n. 06.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-55 · Item · 1964-12-10
Parte de Colecção José Laranjo
Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)
Binómio n. 05.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-54 · Item · 1964-12-3
Parte de Colecção José Laranjo

Boletim da Associação dos Estudantes do IST (Nº 5).

Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)
Binómio n. 01.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-51 · Item · 1964-11-4
Parte de Colecção José Laranjo
Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)
Binómio n. 09.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-50 · Item · 1965-2-04
Parte de Colecção José Laranjo

(Nº 9)

Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)
Binómio n. 04.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-47 · Item · 1964-11-25
Parte de Colecção José Laranjo
Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)
Binómio n. 02.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-52 · Item · 1964-11-11
Parte de Colecção José Laranjo
Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)
Binómio n. 03.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-53 · Item · 1964-11-18
Parte de Colecção José Laranjo

(Nº 3)

Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)
Binómio n. 35.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-69 · Item · 1968
Parte de Colecção José Laranjo

Temas principais deste número do Binómio:

  • Novo Aluno
    “Novo Aluno: Se costumas ler jornais deves ter verificado que nestes últimos dias muitos anúncios têm aparecido para empregos “só para novos alunos.” A propósito disto têm aparecido na Associação colegas, que já responderam a anúncios destes, e que pedem que se divulgue o que com eles se tem passado. Ao dirigirem-se às moradas que lhes tinham sido indicadas na volta do correio, estes colegas foram sujeitos a uma série de perguntas, das quais salientamos algumas:
    É adepto da economia planificada ou da economia de concorrência? Conhece a obra de Salazar? E de outros políticos? Quais? Concorda com a guerra do ultramar? Porquê? (...)".

  • Morreu um Colega
    "Como já foi amplamente anunciado, morreu, enquanto preso às ordens da PIDE, o colega Daniel Joaquim Campos de Sousa Teixeira. Segundo o comunicado distribuído à imprensa pela PIDE, a morte foi devida a “... um forte ataque de asma brônquica…” O colega Daniel Teixeira foi aluno do Seminário dos Olivais até que em Abril de 1967 passou a frequenta a Universidade Católica de Lovaína. Os estudantes prestaram-lhe uma última homenagem no átrio da Igreja S. João de Deus na Praça de Londres, desfilando em silêncio e cantando a “Portuguesa” acompanharam o enterro até ao Cemitério de Benfica. À saída do enterro, algumas dezenas de estudantes manifestaram-se gritando “Slogans”. A polícia que durante o enterro já estava de prevenção, à saída do cemitério, carregou, dispersando-os".

  • Festival de Poesia e Canção Protesto I
    "Realização do “Festival de Poesia e Canção Protesto I”; decorreu na cantina, mas sem luz nem microfone; A poesia foi de Manuel Alegre, Borges Coelho, José Régio e dos próprios alunos que as leram. As canções foram de Luis Cília, José Afonso, Adriano Correira de Oliveira e Joan Baez".

Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)
Binómio n. 14.
PT/AHS-ICS/JL-ME-AEIST-62 · Item · 1965-3-31
Parte de Colecção José Laranjo

Temas principais deste número do Binómio:

  • Entrevista a Mário Lino;
    "Mário Lino, Presidente eleito da AEIST, preso no dia 21 de janeiro, foi posto em liberdade no dia 19 de março. A sua prisão coincidiu com a de 26 colegas.
    A justificação de tais prisões foi revelada na nota oficiosa do Ministério do Interior, publicada em todos os jornais diários e divulgada pela rádio e TV. Nela Mário Lino era acusado de pertencer ao Partido Comunista português utilizando o pseudónimo de “Milo”. Entretanto, os mesmos meios de comunicação que tornaram público essas acusações nada disseram da libertação do presidente da nossa Associação, o que nos surpreende, dado que pensamos ser à Imprensa que compete esclarecer, e informar o público.”

  • Proibição do Dia Nacional do Estudante
    "Proibido o Dia do Estudante, como já tinha acontecido em 1962, 1963 e 1964. “Em alguns anos o próprio Ministério contribuiu para as despesas do Dia do Estudante. A partir de 1962, as coisas modificaram-se completamente. O que era bom, digno, louvável passou a ser atacado, proibido, reprimido. Uma vez mais, este ano tal sucedeu.”

  • Inquérito à Universidade
    Ministro da Educação Nacional mandou abrir um Inquérito à Universidade: “Desde a ausência de instalações desportivas, lares, cantinas, etc., à desaptação do nosso ensino, ao clima de insegurança que se verifica na Universidade devido a prisões arbitrárias e a torturas aos nossos colegas detidos, à provocação vil de alguns elementos perniciosos da Universidade que assaltam associações e colegas nossos, munidos de matracas com que defendem a sua cobardia, muito teria o senhor desembargador que anotar e relatar.”

  • PIDE ou a LEI?
    “Com efeito se era já do conhecimento geral que aceitar cargos de chefia nas AE equivalia a um passaporte para uma prisão política, que os mais elementares direitos humanos reconhecidos universalmente por todas as autoridades morais do nosso tempo, a começar pela Igreja Católica são descaradamente violadas em Portugal pelas forças ditas da ordem, que em nome da Civilização Cristã e Ocidental se prendem, espancam e torturam cristãos e não cristãos rapazes e raparigas cujo único crime se resume em quererem ser conscientes e livres (...)".

Associação dos Estudantes do IST (Instituto Superior Técnico, Lisboa)